Dinâmicas: O Poder de Gerar Empatia em Momentos de Grande Impacto

Dinâmicas são ferramentas poderosas para promover a aprendizagem, colaboração e engajamento de forma lúdica, visando mudanças de Mindset e melhoria contínua de resultados.

No artigo de hoje, apresento uma técnica de “energizing” que utilizei em algumas Retrospective Meetings, baseada em uma dinâmica chamada: “Gerar Empatia em Momentos de Grande Impacto”.

Esta técnica, assim como muitas outras dinâmicas interessantes, estão disponíveis  no site Fun Retrospectives, que utilizo sempre como referência.

Vamos à prática!!

Para melhor compreensão, divido o artigo em duas etapas:

Etapa 1

1º – Preparar o Board: Antes da reunião, organize o board com as seguintes seções:

• O que foi legal.
• O que poderia ter sido melhor.
• Sugestões de melhoria.
• O que devemos manter.
• O que devemos abandonar.

2º – Esclarecer Propósito: Iniciar a reunião falando dos objetivos da agenda e sobre a importância desta técnica para exercitar o aprendizado e a melhoria contínua.

3º – Dinâmica SNAP:

1) O facilitador, juntamente com o grupo decide o período a partir do qual fará a dinâmica. Por exemplo, pode ser a partir da última Sprint ou até mesmo de um período do projeto.

2) Início da dinâmica: Cada integrante recebe duas cartas de diferentes cores (pode ser um post-it) e uma caneta marcadora. As cartas devem ter as seguintes finalidades:

  • Uma, será o “Grande Rebatedor”.
  • Outra, será “O Grande Lançador”.

3) Na primeira carta, escondido dos demais, cada participante  escreve um ou vários momentos especiais, vivenciados durante a(s) Sprint(s) ou projeto(s). Este cartão será o “Grande Rebatedor”.

4) No segundo cartão, cada participante escreve seu nome no topo e coloca em uma mesa central. Esta carta será “O Grande Lançador”.

Importante: O cartão deve estar em branco, somente com o nome na parte superior.

5) Uma vez que todos tenham entregue seu “Grande Lançador” na mesa central,  o facilitador embaralha os cartões e solicita que cada participante retire um cartão de identificação da pilha, garantindo que eles não retirem um cartão com seu próprio nome.

6) Neste cartão, cada pessoa escreve seu palpite sobre o momento marcante do colega durante a(s) Sprint(s) ou projeto, que acreditam ser o “O Grande Lançador” da pessoa cujo nome está no cartão. 

Após preenchido, momentaneamente, cada participante deve guardar este cartão.

7) Uma vez que todos os cartões nomeados tenham sido preenchidos, aleatoriamente, um membro da equipe inicia a leitura, informando o nome escrito no cartão juntamente com seu palpite para o Grande Lançador  desta pessoa.

8) A pessoa cujo nome está no cartão, em seguida, lê o que seu “Grande Rebatedor”.

Se houver uma correspondência entre as cartas, então SNAP!

O exercício continua até que todos os membros da equipe tenham lido seu palpite e  respondido com seu “Grande Rebatedor”.

Esta dinâmica tem três objetivos principais:

  • Fomentar o engajamento e empatia do time.
  • Fazer com que cada integrante perceba os momentos importantes do outro colega. Isto leva a reflexão sobre quais fatores ou eventos são relevantes durante o andamento de uma Sprint ou projeto.
  • Preparar o Mindset da equipe para fornecer informações consistentes na etapa 2, abaixo.

Etapa 2

1º – Solicitar que cada membro do time registre seu ponto de vista quanto ao que foi vivenciado na Sprint. Para cada tópico, o facilitador pode cronometrar um tempo máximo para sua conclusão.

  • O que foi legal: Cada integrante do time descreve em post-its os aspectos comportamentais, técnicos e de negócio que julgou como sendo positivos e que devem ser mantidos. 
  • O que poderia ter sido melhor: Cada pessoa escreve em post-its os principais problemas que encontrou durante a Sprint ou projeto (um post-it por problema).
  • O que devemos manter: Informar todos os itens de sucesso, positivos que no entendimento da equipe devem ser levados como uma prática comum para Sprints futuras.
  • O que devemos abandonar: Referem-se a todos os aspectos que representaram esforço desnecessário ou que de certa forma prejudicaram o andamento eficiente da Sprint ou projeto.   

Importante: Para cada seção do board, podem ser incluídos aspectos comportamentais, técnicos e processuais, entretanto, é importante que não sejam pessoalizados. O facilitador deve orientar o time para que tanto problemas quanto soluções sejam relatados sob a ótica situacional. Isto incentiva a equipe a enxergar os aspectos positivos e negativos como eventos coletivos, evitando o famoso “encontrar culpados”.

2º – Discussão aberta: Cada pessoa dirige-se até o board para ler seus post-its, discutir com o time e posteriormente colar nas respectivas áreas. Na medida em que cada integrante ler, o facilitador convida os demais a contribuírem com suas opiniões. Nesse momento, a medida que cada post-it é comentado, novas informações podem ser incluídas.

3º – Lições Aprendidas: O facilitador abre um espaço para coletar sugestões de melhoria para cada problema descrito. Muitas pessoas relatam somente o problema mas não apresentam sugestões de melhoria. Na visão do grupo como o(s) problema poderia(m) ser resolvido(s) de forma mais eficiente?

Os resultados são preenchidos e fixados na área do board “Sugestões de Melhorias”.

Todas as informações coletadas na etapa 2, podem servir como repositório de conhecimento para futuras Sprints ou projetos, ajudando na melhoria contínua dos times.

Visão Final

Apliquei esta dinâmica com time que atuo e os resultados foram bastante interessantes.

A interação entre as pessoas aumentou durante a Retroscpectiva e a qualidade e quantidade das informações coletadas foram bem acima do esperado. Principalmente se comparadas à Retrospectivas anteriores.

Outro ponto é fomentar o Mindset de Crescimento, uma vez que o time consegue enxergar os erros sob o prisma do aprendizado e não mais como algo condenatório.

Recomendo a utilização destas técnicas. Apliquem com seus times e posteriormente compartilhem os resultados conosco.

Espero que tenham gostado do artigo.

Deixem seus comentários e até a próxima.

Abraço.

English EN Portuguese PT Spanish ES
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *