Como escalar Scrum com o Nexus Framework da Scrum.org

Por que escalar times ágeis

Vivemos um momento de mercado muito especial. Um indício claro disto trata-se da existência de uma denominação que visa refletir a situação atual: VUCA (Volatility, Uncertainty, Complexity and Ambiguity). Tendo em vista alinhar as estratégias empresariais ao contexto de mercado VUCA, as organizações buscam realizar inovações e melhorias em seus produtos com uma frequência cada vez maior.

Uma escolha natural para superar esses desafios é a utilização de pequenos times ágeis para atuar em um mesmo produto. É o que denominamos de “escalar a agilidade”.

A atuação de times multidisciplinares, auto-organizados, altamente voltados a entregas frequentes priorizadas por valor de negócio, afere um importante diferencial competitivo às organizações. Entretanto, esse é um tema um tanto quanto complexo, pois ao colocar múltiplos times em paralelo no mesmo produto surgem novos desafios.

Considero a comunicação e integração pontos de suma importância para obter sucesso ao escalar ágil. O Nexus Framework é extremamente focado em resolver estes dois pontos, por esse motivo entendo que é uma opção que pode ajudar diversas organizações a escalar ágil.

Escalando times Scrum com o Nexus Framework

Em se tratando de times Scrum, existem algumas alternativas no mercado que oferecem suporte à iniciativa de escalar um projeto. Esse artigo trata sobre o Nexus Framework da Scrum.org, utilizado para desenvolvimento e sustentação de produtos em escala e aplicado com base em times Scrum atuando no mesmo produto.

O Nexus foi lançado em 2015 através da divulgação do Guia do Nexus, sendo desenvolvido e é mantido por Ken Schwaber.

Além de livros publicados sobre Scrum, o autor foi um dos criadores do Manifesto Ágil e criador do Scrum juntamente com Jeff Sutherland, sendo também um dos fundadores da Scrum Alliance e Scrum.org.

O guia Nexus é definido como “O exoesqueleto de desenvolvimento do Scrum escalado”. Esta é a exata abordagem do Nexus. Trata-se de um framework baseado nas cerimônias, regras, papéis e artefatos do Scrum. Somado a isso, prescreve adaptações e novos itens para atender a complexidade da construção de incrementos por três ou mais times atuando no mesmo produto.

Exoesqueleto do desenvolvimento Scrum escalado – Nexus Framework

Conheça o Nexus Framework

Exoesqueleto do desenvolvimento Scrum escalado – Nexus Framework

O Nexus é constituído de papéis, eventos, artefatos e regras. Seu intuito é consolidar uma espécie de “exoesqueleto”, que suporta o trabalho de aproximadamente três a nove Times Scrum em um único Backlog do Produto. O objetivo final é a construção de um incremento integrado de qualidade superior que entregue valor de forma contínua e incremental.

O Nexus é consistente com o Scrum e desta forma será muito natural sua adoção para aqueles que já trabalham com Scrum. Existem muitas familiaridades na sua aplicação, sendo que as maiores diferenças são os múltiplos times e como não poderia ser diferente, a integração dos trabalhos para entregar um único incremento de produto integrado.

A seguir apresento de forma resumida os papéis, eventos, artefatos e regras que definem o Nexus.

Papéis do Nexus

Todos os novos papéis criados para o Nexus pertencem ao Time de Integração do Nexus conforme será descrito abaixo. Somado a isso comporão o time Nexus aproximadamente três a nove Times Scrum tradicionais.

O Time de Integração do Nexus

O Time de Integração do Nexus é responsável por garantir que ao menos um incremento devidamente Integrado e “pronto” seja produzido a cada Sprint. Membros podem também trabalhar nas equipes Scrum do mesmo produto, entretanto a prioridade precisa ser dada para o trabalho do Time de Integração.

O Time de Integração do Nexus é análogo ao do Scrum composto de:

  • Product Owner
    O Product Owner do Nexus é muito simular ao do Scrum, nesse sentido Nexus determina o uso de apenas um Product Backlog de produto. Seguindo essa linha existirá apenas um Product Owner que faz parte do time de integração e que é o responsável pelo Backlog do Produto.
  • Scrum Master
    A atuação do Scrum Master no Time de Integração do Nexus é muito simular ao do Scrum. Somado as suas responsabilidades originais, cabe a ele garantir que o framework Nexus seja entendido e aplicado.
  • Membros do Time de Integração do Nexus
    O Time de Integração do Nexus consiste geralmente de engenheiros de software especializados em integração. Eles são os responsáveis pela definição da arquitetura de integração da aplicação. Somado a isso, também são responsáveis pela mentoria e orientação dos Times Scrum no Nexus para que estes adquiram, implementem e aprendam essas práticas e ferramentas.

Artefatos do Nexus

Artefatos representam o trabalho ou valor que fornece transparência e oportunidades para inspeção e adaptação, apresento resumidamente a definição dos artefatos Nexus.

Backlog do Produto

O Product Backlog do Nexus é muito similar ao do Scrum. A principal diferença é que as dependências entre itens de backlog nesse modelo devem ser bem claras para permitir que os desafios das integrações sejam superados.

Meta do Nexus

Muito similar ao Objetivo da Sprint, a Meta Nexus é formulada durante a reunião de planejamento da Sprint do Nexus e ela deve transmitir o objetivo que todos os times devem vislumbrar ao concluir a Sprint.

Backlog da Sprint do Nexus

Similar ao modelo do Scrum, o Backlog da Sprint do Nexus contempla todos os itens do Product Backlog que cada um dos times entendeu ser factível de atender dentro de uma Sprint. Somado a isso as dependências entre itens dos outros Sprints Backlogs são apresentadas.

Incremento Integrado

Um incremento integrado representa a soma de todos os itens do backlog a serem apresentados na cerimônia de Revisão da Sprint do Nexus. Um Incremento Integrado deve ser utilizável e potencialmente possível de ser publicado em produção, o que significa que este deve atender a definição de “Pronto” como um todo.

Eventos do Nexus

Os eventos Nexus são baseados no Scrum, e devido a isso seus timeboxes são os mesmos para cada evento correspondente. Vejamos o que o framework escalável nos apresenta de novidades nas cerimônias.

A Reunião de Planejamento do Nexus

A reunião de plajemanento Nexus é uma reunião de alinhamento entre as equipes para coordenar as atividades de todos os Times para uma única Sprint. Nessa cerimônia é realizada a definição da meta da Sprint Nexus. Após esta definção, os times individualmente realizam seus eventos de Planejamento da Sprint.
A Reunião de planejamento Nexus se encerra quando todas as atividades estão sequenciadas e sinalizadas com suas respectivas dependências e selecionadas para cada um dos Sprints Backlogs.

Reunião Diária do Scrum no Nexus

A reunião diária no Nexus é realizada apenas com os participantes responsáveis pela integração. Durante a reunião o foco é o impacto de cada time no Incremento Integrado. Existem três perguntas propostas como na reunião diária do Scrum:

  • O trabalho do dia anterior foi integrado com sucesso? Se não, por quê?
  • Que novas dependências foram identificadas?
  • Que informações precisam ser compartilhadas entre as equipes no Nexus?

Identificadas novas dependências ou informações novas, essas devem ser compartilhadas com os times nas reuniões diárias de cada time.

Revisão da Sprint do Nexus

A Revisão da Sprint do Nexus é semelhante à Sprint review. É também uma reunião de feedback realizada no final da Sprint. Nessa reunião é apresentado todo o incremento integrado que o Nexus construiu ao longo da Sprint. Sendo assim, as revisões da Sprint individuais dos times acabam sendo desnecessárias.

Retrospectiva da Sprint do Nexus

A Retrospectiva da Sprint do Nexus é a oportunidade para o time Nexus focar na inspeção e adaptação. A primeira etapa desta cerimônia visa identificar possíveis melhorias para o time Nexus como um todo. A segunda etapa trata-se da abordagem tradicional segmentada por time.

Percepção geral do Nexus

O Nexus é um Framework altamente aderente ao Scrum, de fácil entendimento, mas que possui uma complexidade intrínseca para a sua implementação que é a gestão de integração. Esse é um dos principais desafios de escalar ágil e a proposta do Nexus apresenta-se como uma ótima alternativa. O mercado advoga para isso, visto que é uma dos frameworks para escalar ágil que vem ganhando aderência rapidamente.

Tenho conversado com algumas pessoas que utilizam Nexus e o relato é que tem sido uma experiência bem positiva e natural de ser aplicada. Você já utilizou Nexus, conhece alguém que está utilizando? Compartilhe conosco.

Saiba mais sobre o Nexus

Ficou interessado pelo Nexus Framework? Seguem algumas referências de materiais:

The Nexus Guide

The Nexus Framework for Scaling Scrum: Continuously Delivering an Integrated Product with Multiple Scrum Teams

What is Scaled Scrum (Ken Schawber)?

https://www.scrum.org/resources/scaling-scrum

Conteúdo adicional sobre Médodos ágeis

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *